Traduzir esta página

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

MEU MAIOR ESPETÁCULO NA TERRA





Eu fui do céu ao inferno
Buscando inventar algo novo
Observando verão e inverno
Querendo agradar o meu povo

Andando na passarela
Caprichando na alegoria
Evitando qualquer mazela
Buscando pura alegria

Meu samba não mete medo
Meu enredo não é novidade
Minha avenida é meu segredo
Me embalando pela cidade

Meu mestre desfila na sala
Na minha porta: a bandeira
Viajando de ala em ala
Sambando de toda maneira

meus carros são abre-alas
Seguindo a comissão de frente
E o samba exprime as falas
Da Evolução dessa gente

Esse ritmo quase louco
Que repica na bateria
De tanto cantar, fico rouco
E explodo em rara alegria

O Gênesis me deixa rotundo,
Pois me superei criando o mundo!
Se me julgar, não me leve a mal
Minha maior invenção é o Carnaval


Poema de: Mozart Boaventura Sobrinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário