Traduzir esta página

segunda-feira, 30 de abril de 2012

ME ENSINA



Me ensina a sorrir assim
Sorriso de querubim
Riso largo, riso frouxo.
Sorrir até ficou roxo

Deleita com o que ofereço
Por menos que lhe encante
Recita comigo e cante
Cantigas de recomeço.

Me ensina a amar a lua
Do tanto que eu amo o sol
A encaixar na sua luva
Como um peixe no anzol.

Me explica o sabor que tem
A chuva escorrendo no rosto
E se a lágrima junto vem,
Como sentir o seu o gosto?

Me ensina a chorar direito
Expor minhas emoções
Reconhecer meus defeitos
Despir minhas ilusões

Se não ensinas, me aprende.
Decora meu coração
Decifra-me e me entende
Degusta a minha paixão.

Me ensina a não ter saudade
De sua distância daqui
Aprende que a minha vontade
É sonhar sonhos pra ti.

Autor: Mozart Boaventura Sobrinho

6 comentários:

  1. Como sempre... lindo e para pensar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Jú. Muito obrigado por comentar. Você tá antenada. Essa família Daher é Flórida (rsrsrs). Beijos

      Excluir
  2. muito bem escrito e muito denso. ADOREI
    MEU TRECHO PREFERIDO FOI
    Me ensina a chorar direito
    Expor minhas emoções
    Reconhecer meus defeitos
    Despir minhas ilusões

    Se não ensinas, me aprende.
    Decora meu coração
    Decifra-me e me entende
    Degusta a minha paixão.

    Me ensina a não ter saudade
    De sua distância daqui
    Aprende que a minha vontade
    É sonhar sonhos pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Iarinha. Você é um doce. Obrigado por ressaltar a densidade das palavras.

      Excluir
  3. Delurdes Santana7 de maio de 2012 18:02

    Você não só escreve... você desenha as palavras! E como lírios se transformam em delírios e enchem as estantes dos nossos corações.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Del. Você é um anjo. Lindas palavras também.

      Excluir